"O Grito", de Alan Figueiredo

Aos que apreciam a boa Poesia, vai aqui uma dica do livro "O Grito", do poeta e amigo Alan Figueiredo:
 "Poemas de emoção, do pensamento do eu-lírico indignado com que ocorre no Rio de Janeiro - versão Brasil 2016... Poemas a perceber o cidadão, cúmplice ou vítima, sempre vítima da ação corrupta dos políticos... Poemas de raiva: TV, Carnaval, Futebol"



Anúncios antigos de transporte de escravos - I

Vão aqui alguns anúncios referentes a uma das épocas mais tristes da história do Brasil, quando seres humanos eram trazidos à força de suas terras, para servirem de mão de obra escrava para os senhores brancos das nossas terras. O grande poeta Castro Alves descreve, em um de seus poemas, como eram o transportes dessas pessoas nos navios de cargas:

Era um sonho dantesco... o tombadilho  
Que das luzernas avermelha o brilho. 
Em sangue a se banhar. 
Tinir de ferros... estalar de açoite...  
Legiões de homens negros como a noite, 
Horrendos a dançar...

Negras mulheres, suspendendo às tetas  
Magras crianças, cujas bocas pretas  
Rega o sangue das mães:  
Outras moças, mas nuas e espantadas,  
No turbilhão de espectros arrastadas, 
Em ânsia e mágoa vãs!

E ri-se a orquestra irônica, estridente... 
E da ronda fantástica a serpente  
Faz doudas espirais ... 
Se o velho arqueja, se no chão resvala,  
Ouvem-se gritos... o chicote estala. 
E voam mais e mais...

Presa nos elos de uma só cadeia,  
A multidão faminta cambaleia, 
E chora e dança ali! 
Um de raiva delira, outro enlouquece,  
Outro, que martírios embrutece, 
Cantando, geme e ri!

No entanto o capitão manda a manobra, 
E após fitando o céu que se desdobra, 
Tão puro sobre o mar, 
Diz do fumo entre os densos nevoeiros: 
"Vibrai rijo o chicote, marinheiros! 
Fazei-os mais dançar!..."

E ri-se a orquestra irônica, estridente. . . 
E da ronda fantástica a serpente 
Faz doudas espirais... 
Qual um sonho dantesco as sombras voam!... 
Gritos, ais, maldições, preces ressoam! 
E ri-se Satanás!...  
Anúncio de 12/02/1824

Anúncio de 08/05/1824 

Anúncio de 08/11/1824 

Anúncio de 07/12/1824 

Anúncio de 09/11/1824




---
Fonte:
Semanario Mercantil, nº 37, de 12/02/1824; nº 48, de 08/05/1824; Diario Mercantil, nº 5, de 08/11/1824; nº 30, de 07/12/1824; de 09/11/1824. Todos disponíveis digitalmente no site da Biblioteca Nacional Digital

Anúncios antigos de venda de escravos - II


Anúncios de vendas de escravos, publicados em plena época da escravidão, no século XIX

Anúncio de 28/04/1827 

Anúncio de 10/01/1827 

Anúncio de 1824 

Anúncio de 25/01/1821 

Anúncio de 11/03/1820


---
Fonte:

O Amigo do Homem, nº 34,de 28/04/1827; nº 3, de 10/01/1827; O Spectador Brasileiro, nº LXVI, de 1824;Gazeta do Rio de Janeiro, de 25/01/1821;de 11/03/1820.  Todos disponíveis digitalmente no site da Biblioteca Nacional Digital

Anúncios antigos de fugas de escravos - III

E seguem novos anúncios relacionados à fuga de escravos, os quais estamparam as páginas da grande imprensa brasileira nos tempos da escravidão. É importante destacar em tais anúncios a ênfase que se davam aos sinais físicos nos negros foragidos, sinais esses geralmente resultado de pancadas e mal-tratos por parte dos seus senhores. 

Anúncio de 29/10/1829 

Anúncio de 26/10/1822 

Anúncio de 25/10/1822 

Anúncio de 26/10/1822 

Anúncio de  21/10/1822



---
Fonte:
O Volantim, nº 50, de 29/10/1829; nº 48, de 26/10/1822; nº 47, de 25/10/1822; nº 44, 26/10/1822; nº 43, de 21/10/1822.  Todos disponíveis digitalmente no site da Biblioteca Nacional Digital

Anúncios antigos de fugas de escravos - II

Mais anúncios de um período triste da nossa história, quando seres humanos, pais de família, jovens, donzelas e crianças, eram tratados como mercadorias para consumo, podendo ser vendidos, arrendados, alugados, trocados e emprestados.  

Anúncio de 9/10/1822 

Anúncio  de 21/09/1822 

Anúncio  de 01/10/1822 

Anúncio  de 10/10/1822 

Anúncio  de 16/05/1827


---
Fonte:

O Volantim, nº 33, de 9/10/1822; nº 18, de 21/09/1822; nº 26, de 01/10/1822; nº 34, de 10/10/1822; O Amigo do Homem, nº 39, de 16/05/1827. Todos disponíveis digitalmente no site da Biblioteca Nacional Digital

Fatos e fotos: A Bicicleta

Um pouco da história publicitária e fotográfica da bicicleta, a famosa "magrela", através de textos, anúncios e fotografias publicadas ao longo do século XX.
Notícia publicada no jornal "A República", edição de 1901, na qual se constata que em Paris (França) acidentes com bicicletas matavam mais que automóveis e menos que cavalos 

Anúncio da marca Hunt: "Suporta 100 quilos de pressão lateral" (anúncio de 1910)

Outro anúncio da marca "Hunt", muito famosa no Brasil no início do século XX (anúncio de 1911)

Charge humorística sobre quedas de ciclistas (1912)

Editorial de 1939, em que se aborda a febre do ciclismo no Rio de Janeiro naquele período 

Convite à prática do ciclismo, em que realça a importância  da prática para a saúde (1941)

Anúncio da marca de bicicleta "Rudge":  "Solidez - leveza - durabilidade - alta qualidade" (anúncio de 1944)
Anúncio da marca "Raleigh": "A qualidade dos materiais empregados em sua construção coloca-a muito acima das outras bicicletas e sua segurança torna-a um aparelho de que o Sr. poderá se orgulhar" (1944)

Outro anúncio  da marca "Rudge": "A melhor bicicleta da Inglaterra" (1945
Fim de tarde no Rio de Janeiro: momento para uma volta de bicicleta (1946)


Anúncio da marca "Raleigh": "A bicicleta toda de aço" (1948)

Matéria enfatizando uma nova modalidade esportiva: o polo em bicicleta: "Surgiu na Inglaterra..." (1948)
Garotas em prática do "polo em bicicleta": "...esporte cujo desenvolvimento exige, sobretudo, um acentuado espírito esportivo pelos lances imprevistos e perigosos que apresenta" (1948)

Garotas praticando o a modalidade de "polo em bicicleta" (1948)
A prática do "polo em bicicleta" (1948)
"Um surpreendente golpe da jogadora Hilda Cramage: "...esporte que está revolucionando a mocidade inglesa" (1918)
George Wood, instrutor do "Fountain Club" (1948) 


Anúncio da marca "Hermes": "A melhor bicicleta do mundo" (1949) 

A moda associada à prática do ciclismo (1949)

Matéria tratando da prática do ciclismo por criança (1949)

A criança e a bicicleta (1949)
Crônica de 1951, que trata da popularidade da bicicleta no Brasil, um dos veículos mais populares por aqui naquele período (1951)


---
Fonte:
A República: nº 17, ano 1901; O Malho: nº 392, ano 1910; nº 141, ano 1951; A Semana: nº 642, ano 1912; Fon Fon: nº 17 ano 1911; nº 9, ano 1939; nº 13, ano 1941; nº 46, ano 1944; nº 44, ano 1944; nº 20, ano 1945; nº 5, ano 1946; nº 2164, ano 1948; nº 2149, ano 1948; nº 2227, ano 1949; nº 2223, ano 1949; nº 2219, ano 1949. Todos disponíveis disponível digitalmente no site da Biblioteca Nacional Digital do Brasil