O neo-ateísmo no seu devido lugar

Não é de hoje que venho alertando sobre o comportamento extremado da nova modalidade ateísta, muito bem tipificada na pessoa do zoólogo inglês Richard Dawkins. Da mesma forma que determinadas seitas consideradas radicais, o neo-ateísmo tem-se empenhado numa luta ferrenha contra a religião, como numa espécie de “guerra santa”, cujo objetivo é destruir o “obscurantismo da fé". E uma das estratégias utilizadas diz respeito ao uso massivo de propagandas, com as aquais tenta passar a imagem de que são vítimas do preconceito social (o preconceito” contra os ateus é tão “perigoso” quanto o “preconceito” do corintiano pelo palmeirense, ou do brasileiro pelo argentino etc.).

Recentemente a Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (ATEA) tentou introduzir no Brasil uma campanha que se fez inicialmente na Europa, por meio de anúncios publicitários em ônibus coletivos. A iniciativa não vingou por aqui, e o mais irônico, é que a justificativa usada pelas empresas para não veicular a propaganda recai exatamente sobre razões religiosas. De acordo com a Associação dos transportadores de passageiros, uma lei municipal impede a publicação nos chamados "busdoor" de peças contendo pornografia, bebida alcoolica, manifestações religiosas etc.

Bom, como o objetivo da ATEA não é o de divulgar pornografia, bebida alcoolicas e outros temas similares, restou apenas como embaraço o item “manifestações religiosos”. Eis aqui a mais coerente lição para essa nova vertente ateísta. Que beleza! ((rs))

É isso!

5 comentários:

  1. Eduardo Araújo21/12/2010 01:46

    Caro Iba, a campanha neo ateísta, em solo tupiniquim, não vingou precisamente porque ... O Estado é laico! (rs)
    Que beleza (2)! Caíram na própria arapuca do laicismo fanático, que tanto usam para tentar impedir a manifestação pública da religião.

    ResponderExcluir
  2. Caro Eduardo,

    Pois é. Mas acho que isso será futuramente inevitável. Sem dilemas.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Deus seja extixto de uma vez por todas!

    ResponderExcluir
  4. O neo-ateísmo é tão falho que está se tornando motivos de piadas, em um artigo que publiquei chego a ser irônico com esta classe. Eis alguns pontos:

    Um neo-ateu definiria assim a criação do universo e da vida:

    Não sei e nunca vou saber quando uma força chamada acaso detonou uma grande bomba que foi feita de material vindo do nada e que não teve inicio, mas posso afirmar e provar segundo algumas teorias que esta explosão aconteceu e criou tudo que hoje chamamos de universo, ai parte deste material que não serviu nem para fazer a bomba se organizou dando origem a uma ameba, depois de trilhões e trilhões de anos a descendente mais idiota desta ameba regrediu em capacidade mental e intelectual dando assim origem aos neo-ateus.

    A oração deles deve ser esta:

    Acaso, obrigado por ter feito e detonado do nada a bomba do big bang e organizado tudo de modo tão perfeito ate formar ao que hoje chamamos de universo com suas incontáveis galáxias, com seus incontáveis sistemas, com seus incontáveis planetas com suas incontáveis leis e condições. Sou-lhe grato por ter colaborado para que se formasse uma ameba dos rejeitos da matéria desta grande explosão, ainda bem senhor acaso que colaborastes para que a descendente mais burra desta ameba regredisse ao ponto de formar uma classe desprezível que são os neo-ateus, pois sabemos oh senhor acaso que uma única ameba por mais burra que seja tem mais cérebro, inteligência e espiritualidade que todos os neo-ateus do mundo, amém.

    Continua ......................

    Link: http://www.edigarcaires.com.br/neo_ateismo_seita_satanica.php

    Fiquem na paz

    Edigar caires

    ResponderExcluir

Excetuando ofensas pessoais ou apologias ao racismo, use esse espaço à vontade. Aqui não há censura!!!