Fábricas antigas de São Paulo - IV


Um pouco da história visual das fábricas que, ao seu tempo, fizeram grande sucesso, como esta, em São Paulo, da famosa manteiga "Viatucto", de 1914.

"Bar Viaducto", que tinha em depósito a famosa manteiga "Viaducto", situado à Rua Anchieta, na capital, em 1914

Aspecto da seção de "malaxagem" da Fábrica de Manteiga Viaducto - 1914

Aspecto da seção de pasteurização e fabrico, da Fábrica de Manteiga Viducto - 1914

Aspecto da seção de análise da Fábrica de Manteiga Viaducto - 1914

Aspecto da seção de encaixotamento da Fábrica de Manteiga Viaducto - 1914

Aspecto da seção de enlatados da Fábrica de Manteiga Viaducto - 1914

Aspecto da seção de enlatamento da Fábrica de Manteiga Viaducto - 1914
---
Fonte:
Revista "A Cigarra", edições de 1914, disponível digitalmente no site do Arquivo Público do Estado de São Paulo

5 comentários:

  1. Maria Regina Azevedo Villela de Andrade10/11/12 18:05

    Adorei ver os e-mails sobre o Bar Viaduto e a Fábrica da Manteiga Viaduto.Pertenciam à meu Pai Lincoln de Azevedo de sociedade com Doutor Abelardo Alves, sociedade essa que durou mais de 50 anos, sendo a firma Alves Azevedo & Cia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Porque a fabrica de manteiga Viaduto acabou que quando menino esta era a marca de manteiga que meus pais sempre compravam.

    ResponderExcluir
  3. Ouvi falar muito nessa Manteiga Viaducto, quando eu era criança meu pai dizia que era a melhor e mais saborosa das manteigas.

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de acrescentar que meu avô, José Ernesto de Andrade Alves, o "seo" Zequinha, também era sócio da Alves Azevedo. Além de fabricar a manteiga Viaducto, a empresa tinha negócios de importação e exportação e teve a concessão da Água Prata por muitos anos. Meu pai, Ernesto de Faria Alves, sempre nos contava histórias a respeito, lembrando a figura de seu tio Abelardo e de seu primo e grande amigo, Abeladinho.

    Ernesto de Faria Alves Jr.

    ResponderExcluir

Excetuando ofensas pessoais ou apologias ao racismo, use esse espaço à vontade. Aqui não há censura!!!